05/08/2015
Já li várias crônicas sobre os vinte e tantos anos, mas imagina o que é ter 18 sem ter ideia do que ao menos quer estar fazendo aos 20 e tantos anos. Como vou saber do que reclamar, quando a hora chegar?

Se aos 20 e tantos anos você olha pra si mesmo e percebe que não é nada daquilo que sonhou quanto tinha 16/17, imagina quando se tem 18 e acabou de concluir o ensino médio e a sociedade inteira está olhando para você e esperando a resposta do "vai fazer o que agora?", e pior, a única coisa que vem na sua cabeça é "eu não faço a menor ideia", mas para não assusta-los você responde que vai fazer faculdade de medicina, foi o que aquele teste vocacional que eu fiz pela internet falou.

Mas é obvio que não vai, você desmaia quando vê sangue. Mas e agora? Você precisa fazer alguma coisa, vai ser sustentado pela sua mãe o resto da vida? Imagina o que a sociedade vai falar de você, seu vagabundo.

Você então entra em um curso técnico - "Vai ter mais oportunidade de emprego, você é novo" -, mas em menos de 2 semanas você já não suporta a voz do professor e foi obrigado a fazer dupla com um garoto de 14 anos, que não entende nem de religião e nem de política, mas insiste em discutir sobre os dois. Desiste e volta a passar 20 horas do seu dia na frente do computador e diz para a mãe que não tem tempo de ir a academia, ganhou 2 quilos.

Escreve crônicas para um blog na internet sobre os 20 e tantos anos, mas só tem 18 e não faz ideia do que está reclamando.

Sobre mim

Sobre mim
Uma comédia romântica com trilha sonora na voz de Renato Russo e Tiago Iorc, com créditos para Cícero, Phill Veras e Soulstripper. Tenho 20 anos, sou sagitariana, mas controlada. Moro na cidade luz, a da chuva da tarde, mangueiras, do açai e tacaca e só saio daqui para uma breve viagem ao redor do mundo. Fã de carteirinha de bandas que não existem mais e cantores desconhecidos. Em busca do grande sonho que é a independência e felicidade no mesmo pacote.

Marcadores

Tecnologia do Blogger.

Twitter